Curta no FACEBOOK

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Esclarecimento aos cidadãos e cidadãs de Heliópolis



Amigos e amigas, mais uma vez a gestão municipal tenta agir de forma arbitrária rompendo assim o princípio da autonomia entre os poderes.
Com motivação meramente mesquinha e características de perseguição política e vingança pessoal os vereadores que compõe a bancada da base governista, nesse caso podemos dizer claramente os “vereadores do prefeito” criam uma polêmica desnecessária a cerca do horário de realização das sessões da Câmara Municipal.
Vamos aos fatos:
Na primeira sessão pós recesso legislativo o vereador Ronaldo apresentou um requerimento solicitando a mudança de horário para a realização da sessão, fato que causa estranheza, uma vez que nos últimos três anos as sessões vem sendo realizadas as 09h da manhã da segunda-feira, horário este aprovado por unanimidade pelo plenário. Contudo, agora o referido vereador solicita a mudança para as 18h, mesmo sabendo que o presidente da casa freqüenta a Faculdade neste horário. Ficando claro assim o caráter de perseguição política e vingança por ser o presidente da casa integrante da oposição.

Na sessão do 22.02 “os vereadores do Prefeito” simplesmente não apareceram na sessão ordinária impossibilitando a votação dos projetos por não ter quorum suficiente.
“Os vereadores do Prefeito” fizeram uma sessão sem valor legal na noite do dia 22.02 apenas para polemizar e tumultuar o andamento do poder legislativo.

O Prefeito solicitou uma sessão extraordinária para colocar os projetos em votação, dentre eles o Projeto de Lei 02/2016 que trata do aumento do piso salarial  dos professores e o  Projeto de Lei 03/2016 que trata da equiparação dos servidores ao salário mínimo. Conforme regimento da casa, o Presidente tem 48 horas para comunicar a realização da referida sessão e assim foi feito, a sessão foi marcada para as 15hs do dia 26.02 e mais uma vez não houve quorum porque novamente “os vereadores do Prefeito” não compareceram e foram para uma sessão inválida que mais parecia um espetáculo convocada pelo prefeito para as 18hs, onde usaram a Escola Rui Barbosa como espaço para fazer palanque político e tentar macular a minha imagem ao tempo que buscaram jogar os servidores contra mim.

Diante dos fatos aqui expostos fica evidente que não é de interesse dos “ vereadores do Prefeito” aprovar os projetos que beneficiam os servidores municipais, uma vez que se recusaram a comparecer as sessões realizadas para este fim por pura picuinha política, em contraponto eu enquanto presidente da casa estive sempre disposto a colocar os projetos em votação e só não o fiz por não ter quorum suficiente, até porque antes de ser Vereador também sou servidor público., desta forma reafirmo meu compromisso de votar tudo aquilo que beneficie o Povo de Heliópolis.

Por que tanta perseguição e picuinha em relação a mim?
Será que é porque tenho denunciado as irregularidades praticadas por uma gestão irresponsável?

Continuarei o meu trabalho com a seriedade de sempre e sem ceder as pressões e arbitrariedades dessa gestão que não tem compromisso com aqueles que realmente importam que é o povo Heliópolis..

sábado, 2 de janeiro de 2016

Presidente Giomar adquire uma moto Honda Biz zero km para Câmara!

O Presidente da Câmara Municipal de Heliópolis-BA vereador Giomar Evangelista dos Santos (Giomar do Laboratório) adquiriu nesta semana uma Moto Honda BIZ Zero KM modelo 2016 para ser utilizada na Câmara Municipal para serviços de entregas de ofícios e documentos.

"È um veículo barato e muito útil e ainda muito econômico, era de extrema necessidade para nossos serviços, por isso compramos e está a serviço da Câmara, apesar das dificuldades e tentativas do Executivo de inviabilizar o nosso trabalho a frente desta casa, estamos conseguindo a custo de muita austeridade realizar grandes conquistas”.
video